Paty do Alferes e Miguel Pereira em Paty dos Alferes

PATY DOS ALFERES

Caminho do Imperador
Desfrutar da exuberante natureza do Caminho do Imperador é, antes de mais nada, fazer uma viagem tempo.
Tendo como raiz o Caminho Novo de Minas, aberto por Garcia Rodrigues Paes, o Caminho do Imperador servia como uma tosca ligação entre Paty do Alferes e Petrópolis, atravessando a Mata Atlântica e somente podendo ser percorrido a cavalo. No início do sec. XIX já eram conhecidas várias passagens que ligavam o Córrego Seco a Paty do Alferes, mas é de 1810 o primeiro documento que registra oficialmente o que viria a ser o futuro Caminho do Imperador.

Casa-Sede da Fazenda Pau Grande
Localizada no município de Paty do Alferes, distrito de Avelar no Rio de Janeiro, a Fazenda Pau Grande é uma propriedade rural construída no século XVIII com função original de engenho de cana de açúcar. O edifício principal foi erguido sobre pequena elevação, tendo à sua frente uma área ajardinada com canteiros e chafariz central, seguida de um extenso terreno em nível inferior, onde outrora se situava o grande terreiro de café. Três escadarias de pedra conduzem ao jardim suspenso e à entrada da sede principal. Nos fundos, uma encosta arborizada tangencia toda a construção e seus arredores, sendo o terreno à esquerda constituído pelo antigo engenho.

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição
A construção da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Paty do Alferes foi iniciada em 1840, a partir de uma doação de terras e recursos do Capitão-mor de Ordenança Manoel Francisco Xavier e de sua esposa D. Francisca Elisa Xavier.

Aldeia Arcozelo

A Aldeia de Arcozelo, em Paty do Alferes, Rio de Janeiro, que hoje pertence à Funarte, foi inaugurada por Paschoal Carlos Magno, em 1965, para ser um lugar onde jovens e artistas de todo o país pudessem desfrutar de todas as formas de criação e expressão artística. Mas, o que pouca gente sabe, é que sua história começou pelos idos de 1700, quando naquela região começava a ser aberto o Caminho Novo para Minas Gerais. Anos depois, foi constituído ali um posto de patrulha e apoio aos viajantes que transitavam e trabalhavam no lendário caminho do ouro. Esse posto, que ficou conhecido inicialmente como “Rossa do Alferes” e, mais tarde, “Sítio do Alferes”, ficava no exato local onde hoje é a Aldeia.

MIGUEL PEREIRA

ZuhauseBier Nano Cervejaria

Situada em Miguel Pereira – RJ, Região do Vale do Café, a ZuHause Bier é pioneira no conceito de NANO Cervejaria no Brasil e é considerada a menor cervejaria totalmente legalizada. São produzidos menos de 1.000 litros/mês, distribuídos em 8 estilos de cerveja. Livres de qualquer aditivo químico, as cervejas ZuHause Bier não são filtradas nem pasteurizadas, preservando todos os sabores e aromas originais das cervejas, bem ao estilo caseiro.

Fazenda Santa Cecília
A 15 km de Miguel Pereira, a Fazenda Santa Cecília (de 1780) pertenceu a Manuel Azevedo Matos. Seu filho, o fazendeiro Inácio de Souza Werneck, teve 12 filhos. Por isso há 12 palmeiras imperiais diante da entrada principal da casa. Mais tarde, Inácio Werneck passou a fazenda para o Barão de Paty do Alferes, Francisco Peixoto de Lacerda, de quem descende o ex-governador do Rio de Janeiro Carlos Lacerda.

Museu Ferroviário de Miguel Pereira
O museu reúne um acervo com grande número de fotografias e objetos da estrada de ferro, como telefones, aparelhos de tipografia, balanças, brasões ferroviários, peças de locomotivas a vapor, entre outros que fizeram parte da intensa atividade ferroviária no município e da vida da comunidade.

Viaduto Paulo de Frontin
O Viaduto Paulo de Frontin é um viaduto ferroviário localizado próximo à estrada de Vera Cruz, no município fluminense de Miguel Pereira. O viaduto possui estrutura metálica treliçada, formando um grande arco sobre o rio Santana. É considerado o único viaduto em ferro e em curva no mundo. É uma construção de arquitetura belga, possui 82 metros de comprimento e 32 metros de altura. Foi construído em 1897 pela Estrada de Ferro Melhoramentos do Brasil e passou a ser da Estrada de Ferro Central do Brasil em 1903, como parte da famosa Linha Auxiliar.


Custos de entradas em locais de visitação por conta dos passageiros.
Transporte ida e volta (saída Zona Sul ou Centro do Rio de Janeiro)